eCatalogue

Encontrar rapidamente uma peça
Equivalências
Procure uma peça equivalente BERU Encontrar a peça BERU
Descarregar catálogo

Sensores da BERU— precisão elevada e fiabilidade extrema

Os automóveis utilizam cada vez mais sistemas de controlo electrónicos que detectam os diferentes parâmetros com a ajuda de sensores de elevada precisão. Os sensores BERU foram desenvolvidos em colaboração com a indústria automóvel e concebidos à medida exacta do veículo. Aqui, a prioridade é dada à segurança de funcionamento, mesmo em condições de utilização extremas.

Os sensores aqui representados são desenvolvimentos especiais para equipamento original e respectivos fornecedores automóveis.

A oferta de sensores para a pós-venda internacional (IAM) pode ser encontrada no catálogo de sensores actual ou através de Pesquisar produtos, neste site.


Sensores de temperatura

sensor-temperatur.jpg

Função:

Os sensores de temperatura são utilizados para medir a temperatura ambiente com precisão. Com o novo sensor de alta temperatura (HTS) da BERU, a indústria automóvel tem agora à sua disposição um sensor de temperatura preciso, rápido, estável a longo prazo e de construção versátil para a monitorização de turbos, sistemas de recirculação dos gases de escape, filtros de partículas diesel e catalisadores DeNOx, numa gama de medição de 40 graus Celsius negativos a 950 graus Celsius positivos.

Campos de aplicação Faixa de temperaturas:
Motor e caixa de velocidades: combustível, líquido de arrefecimento, óleo, ar -40 a 160 graus Celsius
Sistemas de gases de escape -40 a 1000 graus Celsius
Aquecimentos auxiliares de veículos ligeiros -40 a 600 graus Celsius

Princípio de medição:

O sensor mede a temperatura mediante uma resistência dependente da temperatura, p. ex., um resistor NTC ou mediante uma resistência de platina de medição de camada fina. A linha característica fica guardada na unidade de comando, permitindo assim calcular a temperatura.

Variantes:

  • Sensor de temperatura elevada (HTS)
  • Sensores compactos

Sensores de rotações

sensor-drehzahl.jpg

Função:

Sensores usados para detectar o número de rotações.

Campos de aplicação:

Comando do motor (cambota ou árvore de cames), caixa de velocidades (rotação de saída e de entrada) ou sistemas ABS (rotações da roda).

Princípios de medição:

Sensor indutivo
Um processo de medição durante o qual uma bobina detecta as alterações do fluxo magnético gerado por uma geometria de dentes e espaços. Através do movimento de rotação da roda dentada é induzida uma tensão na bobina. O íman permanente integrado garante o campo magnético necessário. O número de rotações do rotor do sensor determina a amplitude e a frequência da tensão alternada induzida.

Sensor Hall
Princípio de medição electrónico com "efeito Hall". O elemento sensitivo do sensor de rotações é um "Hall-IC" estático ou dinâmico que obtém a sua pré-tensão através de um íman permanente (back bias). O "Hall" avalia a densidade do fluxo magnético nas placas Hall e atribui-as a estados de comutação (high/low) através de um circuito de avaliação. Se uma roda dentada passar à frente do sensor, o sinal do sensor reproduz a geometria do dente. As amplitudes do sinal são independentes da rotação e da distância em relação à roda dentada, o que representa uma clara vantagem comparativamente aos sistemas indutivos. Para além disso, a elevada integração dos sensores Hall permite a utilização de sensores inteligentes que dispõem, p. ex., de funções de auto-calibração.

Variantes:

  • Sensores indutivos com e sem íman permanente
  • Sensores Hall com detecção do sentido de rotação
  • Sensores Hall com interface de dois fios

Para outro produtos BERU com aplicações de sensores, consulte: